Quais os tipos de quimioterapia?

abr 19, 2021 | Artigos, Oncologia

No combate ao câncer, a medicina conta com alguns tratamentos como radioterapia, imunoterapia e em determinados casos a hormonioterapia. Entre esses, um dos principais meios de tratá-lo é a quimioterapia.

Esse tipo de terapia como conhecemos hoje em dia deu seus primeiros passos entre a década de 40 e 50, quando Louis Goodman e Alfred Gilman fizeram a descoberta de que pessoas expostas ao gás de mostarda durante a Primeira Grande Guerra (1914-1918) apresentaram diminuição de glóbulos brancos e de órgãos com tecido linfóide.

Pouco tempo depois, a primeira droga foi criada e aplicada em um humano para tratar o câncer.

O que é a quimioterapia?
A quimioterapia é um tratamento que insere medicamentos que alteram a atividade celular, impedindo e até acabando de vez com as células cancerígenas. Diferente da radioterapia que atua restritamente na região onde está o câncer, a quimio afeta o organismo do corpo humano num todo, extinguindo as células enfermas e contendo a expansão da infecção para os outros órgãos, isto é, impedindo o desenvolvimento da metástase.

Quais são seus efeitos colaterais?
Por agir em todo organismo do paciente, a quimioterapia possui muitos efeitos colaterais como: cansaço, queda do cabelo, diminuição do apetite, inflamações, alterações na libido e no humor, maior dificuldade de concentração, perda de peso,
dor muscular, diarreia, vômitos e infertilidade.

De maneira geral, os efeitos são comuns e não costumam durar por muito tempo.

Conheças quais são os tipos de quimioterapia
O médico será o responsável por definir qual o melhor tipo de tratamento quimioterápico de acordo com a situação em que o paciente se encontra – ele irá avaliar fatores como o estado clínico da pessoa, qual é a infecção e em qual estágio está.

Atualmente, as quimioterapias são categorizadas em:

Curativa
Quando não combinada com outros tratamentos, como a radioterapia, a quimioterapia sozinha é usada para eliminar o câncer e deixar o paciente curado de uma vez.

Adjuvante
Em casos que o procedimento cirúrgico foi realizado, a quimioterapia adjuvante é utilizada a fim de eliminar resíduos e células infecciosas que possam ainda estar no organismo do paciente, impedindo o desenvolvimento de metástase.

Neoadjuvante
Já o tratamento neoadjuvante é aplicado antes da pessoa iniciar a radioterapia ou remoção do tumor por cirurgia. O objetivo desse método é fazer com o que o tumor reduza de tamanho para uma melhor eficácia dos tratamentos posteriores.

Paliativa
Para aqueles que não possuem nenhuma chance de cura do câncer, a quimioterapia entra como uma medida paliativa com o objetivo de atenuar os sintomas, trazendo uma qualidade melhor e maior tempo de vida para o paciente.

A quimioterapia é feita em um lugar adequado e acompanhada por uma equipe de enfermagem. Geralmente, o paciente recebe os medicamentos em um ambiente ambulatorial ou é internado até o encerramento do tratamento. Apesar dos efeitos colaterais, as aplicações dos medicamentos não causam nenhuma dor. Caso sinta algum desconforto ou qualquer outro tipo de sintoma que lhe seja estranho, avise imediatamente o enfermeiro ou médico que está realizando o tratamento.

Talvez você goste…

Share This