Melanoma o Câncer mais perigoso

dez 16, 2021 | Artigos, Oncologia

O melanoma é o câncer de pele mais grave por seu potencial de metástase. A neoplasia maligna pode se espalhar, rapidamente, para outras partes do corpo, quando a doença não é detectada na fase inicial, com início imediato de tratamento. Por esta razão, o diagnóstico precoce é fundamental para evitar a evolução irreversível do melanoma.
Este tipo de câncer de pele tem origem nas células que produzem a melanina, denominadas melanócitos. O melanoma afeta, na maioria dos casos, indivíduos adultos de pele branca. Contudo, pretos e pardos também podem desenvolver o melanoma na palma das mãos ou planta dos pés, áreas de pele mais clara.
O histórico familiar de câncer de pele é um fator de risco, porém, existem outras condições que favorecem o desenvolvimento do melanoma, o câncer mais perigoso, tais como a exposição da pele à radiação ultravioleta ou à câmara de
bronzeamento artificial (prática proibida, no Brasil, desde 2009).

Sinais e sintomas de melanoma

O melanoma pode surgir em forma de pinta, mancha ou outro tipo de sinal na pele normal. Em geral, é assimétrica, tem cor escura, bordas irregulares, pode descamar e provocar coceira. Outra possibilidade é o desenvolvimento do melanoma a partir de uma lesão pigmentada que, em determinado momento, apresenta aumento de tamanho e alterações no formato e na coloração.
As áreas do corpo mais suscetíveis ao desenvolvimento do melanoma são aquelas que ficam mais expostas ao Sol, ou seja, rosto, orelhas, pescoço, colo, braços e mãos.

Melanoma: diagnóstico e tratamento

De imediato, o médico faz o exame clínico. Com o dermatoscópio, o profissional consegue examinar, detalhadamente, a lesão cutânea pigmentada e decidir se o paciente precisará fazer os exames de imagem e a biópsia para confirmar ou descartar a existência de melanoma ou outro tipo de câncer de pele.
A cirurgia é o procedimento mais indicado para tratar o melanoma. No entanto, outras terapias podem ser aplicadas, tais como a radioterapia e a quimioterapia. Atualmente, existem medicamentos que proporcionam resultados positivos ao tratamento do melanoma que já se disseminou para outras partes do organismo como ossos, fígado, pulmão e cérebro.
Ao definir o plano de tratamento, a equipe médica leva em consideração aspectos relevantes como o estado geral de saúde do paciente e o estadiamento do melanoma.

Prevenção do melanoma

O prognóstico é promissor quando o melanoma é detectado no estágio inicial. Por esta razão é importante prestar atenção às pintas, manchas e sinais existentes, bem como o surgimento de outras lesões pigmentadas na pele. Dúvidas devem ser esclarecidas pelo médico, durante o exame clínico e outros procedimentos.
Com alguns cuidados básicos, o melanoma e outros tipos de câncer de pele podem ser evitados. O uso de filtro solar adequado é um meio eficaz de proteção à pele, principalmente, no período das 10h às 16 horas, quando a radiação ultravioleta é mais forte. O autoexame da pele, antes ou após o banho, é um hábito importante para a detecção precoce do câncer de pele.


Gostaria de saber sobre como identificar o câncer de pele ou obter informações sobre outro tipo dessa doença, o carcinoma de Merkel? Leia os nossos artigos no site.

Talvez você goste…

Share This